Home»Economia e Direitos Humanos»Reflexões sobre economia, capital humano e educação: por que os educadores devem se apropriar do debate econômico?

Reflexões sobre economia, capital humano e educação: por que os educadores devem se apropriar do debate econômico?

ECONOMIA, EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO (MESA DE ABERTURA DO V INTERCRÍTICA)
Pedro Rossi | Revista Trabalho Necessário
É um prazer e uma honra estar aqui com vocês, trazendo um pouquinho de Economia para um diálogo interdisciplinar. Proponho uma reflexão sobre o tema da economia e dos direitos humanos, incluído o direito à educação. Não me atrevo a me aprofundar nos temas relacionados à educação na presença de vocês, mas trago algumas leituras sobre educação provocadas pela economia. E uso meu lugar de fala de economista para criticar os economistas, evidentemente, não qualquer economista nem de qualquer teoria econômica, mas aquilo que considero responsável por uma boa parte dos nossos problemas hoje, que é o método da economia neoclássica ou economia ortodoxa. A economia se tornou a ciência mais prestigiada dentro da ciência social por conta, justamente, de um método que naturaliza o sistema em que nós vivemos: naturaliza as desigualdades, naturaliza a pobreza, naturaliza o capitalismo enquanto sistema de organização social. A naturalização das relações sociais é a essência metodológica da chamada economia neoclássica. (…)

Veja o artigo completo