Home»Especial»Austeridade e Retrocesso: impactos sociais da Política Fiscal no Brasil

Austeridade e Retrocesso: impactos sociais da Política Fiscal no Brasil

Estudo coletivo coordenado por Esther Dweck, Ana Luiza Matos de Oliveira e Pedro Rossi

imagem1

O estudo “Austeridade e Retrocesso: impactos sociais da política fiscal” analisa os efeitos dos cortes de gastos sociais no Brasilem áreas como seguridade social, saúde, educação básica, educação superior, meioambiente, cultura, segurança, moradia, agricultura familiar, reforma agrária, gênero, raça e direitos humanos. Além disso, mostra que a austeridade, longe de uma necessidade técnica, é uma opção política-ideológica sustentada em discursos falaciosos sem sustentação empírica.

BAIXE O ESTUDO NA ÍNTEGRA

 

 

 

 

9a1488fa-8245-4c3d-ac9b-9d6369474f64

 

38717383_10155503147492890_4774714627567124480_n

 

APRESENTAÇÃO DO ESTUDO NO SENADO